HOMENAGEM - Guy Vieira Barbosa


COMEÇO, MEIO E FIM

Edição Especial ( Homenagem ao Grande  Redator do Jornal O Aperitivo e Radialista)
                                                      
Guy Vieira Barbosa
29/09/1934 – 16/06/2014


Tivemos uma enorme perda com o falecimento deste grande homem, pai, amigo, avô. Vou lhes contar um pouco da trajetória dele.
Como dizia um grande amigo dele, ele era um homem revolucionário, sonhador e poeta, sempre alegre e com bom humor.
Nascido em 1934, no estado da Guanabara, hoje  Rio de Janeiro em vila Isabel. Como ele sempre dizia carioca da gema, botafoguense e carnavalesco, jornalista, radialista, promotor de eventos, locutor, redator de vários Jornais e Revistas do Brasil, trabalhou na antiga rádio TUPI do RJ, logo depois veio pra Minas Gerais à pedido de sua esposa Nena Schimith (19/09/1944 – 23/12/1991). 
Barbosa começou a trabalhar na rádio AM como diretor e fazia um programa de madrugada, depois foi para a rádio Panorama FM, trabalhou com vários políticos e com o Carnaval de Itajubá-MG. Logo depois foi chamado para trabalhar em Brazópolis, e não se passou muito tempo, promoveu várias festas e eventos, tentando promover sempre a cidade de Brazópolis.  Vindo a morar anos depois em Itajubá novamente, e logo depois mudou-se para a cidade de Piranguinho, onde ficou até o seu falecimento.

Anos de luta e dedicação transformando o Jornal em Regional. Vindo se aposentar muito tarde, felizmente continuou com a apresentação do programa que tinha na rádio Panorama FM, o “Papo e Pagode”.  Antes do meu pai partir, me falou que sempre tinha saudade dos velhos tempos em Brazópolis.
Que Deus coloque o senhor ao lado dos sambistas, fazendo uma roda de samba no céu. Como dizia um velho sambista “Quando eu morrer, não quero choro nem vela .... Só quero choro de flauta, violão e cavaquinho...” (Fita Amarela de Noel Rosa).
Eu como filha, agradeço a todos os amigos e colaboradores, que sempre apoiaram o meu pai e o Jornal O Aperitivo.

E um agradecimento Especial a um grande amigo, Dr. Edgar Gruezo Klinger, o “Bisturi de Ouro” como ele sempre dizia. Um excelente Médico e amigo. Meus sinceros agradecimentos pelo carinho com meu pai e minha família.







TRAJETÓRIA E CARREIRA DE BARBOSA

Desde 1992, estamos (Barbosa e Paula) trabalhando em  Brazópolis, em setembro de 1995, nos afastamos da Prefeitura e em Julho de 1998 retornamos atendendo ao um convite do Prefeito Paulo de Tarso. Enquanto ele estava afastado da prefeitura, colaborou com diversas administrações do Club Wenceslau Braz, realizando e participando de diversos eventos. Com muita coragem trouxemos bandas  e realizamos Carnavais no Club, onde ocorreram  desfiles de fantasias infantis, com premiações e tudo mais. Procurando sempre da melhor maneira divulgar Brazópolis, quer nos jornais ou nas rádios, quer nos eventos festivos ou cerimonias locais. Executou seu trabalho da melhor maneira possível.
Por conta da sua posição politica, e por não ficar em cima do muro, conquistou algumas antipatias e até inimizades. O que faria? Não era de “esconder” o jogo, muito pelo contrario, jogava aberto e tem pessoas que não são chegadas  a sinceridade. Teve a vontade de apertar a mão de cada Brazopolense e de todas as pessoas que sempre colaboraram com o Jornal O Aperitivo.
Diploma de Amigo do Batalhão


Satisfação e honra define o sentimento que teve  por cada morador Brazópolense. Mesmo tendo algumas decepções, podê ter alegrias como todo mundo em qualquer lugar.
“Nada entre tando se compara com a alegria que pude sentir ao ver minha neta lendo e escrevendo. Simplesmente maravilhoso. Hoje teria muito orgulho de ver a neta formada em Direito”. (Barbosa)
Já que nos seus últimos momentos falava pra todo mundo que ela ia se tornar uma advogada maravilhosa.  Sentindo orgulho da neta Zaira que o acompanhava nos programas “Papo e Pagode” da rádio Panorama FM. Essa alegria compensa tudo o que passei em minha jornada.



Diploma de Cidadão Brasopolense



Tudo na vida passa por essas fases. O Aperitivo não poderia ser exceção. Em dezembro de 1995 foi lançado o Jornal, no entanto depois de anos de publicações, tivemos um recesso. Felizmente voltamos com a corda toda. Sendo essa Edição  Especial em homenagem ao fundador deste jornal , Barbosa.

Abaixo algumas realizações deste grande homem, que teve a “ousadia” de fazer e participar:


                        ·        Rock em Brazópolis, trazendo várias bandas para o evento.
·        Diversas modificações no Carnaval de Brazópolis, como desfiles e nomeações de Rei Momo, festas infantis, e dentre outros.
·
        Divulgou diversas vezes a cidade em que trabalhou por anos, como é o caso de Brazópolis, Piranguinho, Itajubá e região.
·
        Trabalhou como locutor de diversos eventos na região do Sul de Minas.
·
        Reivindicou o cargo de redator na Prefeitura de Brazópolis, que existia desde 1924, mas o cargo foi criado em 2000 graças aos seus esforços.
·    Festas dos Destaques, onde homenageava aproximadamente 480 ganhadores e mais de 60 pessoas escolhidas como Hor Concor.
·
        Miss Brazópolis
·
        Festa da Banana: Em Bom Sucesso e Luminosa.
·
        Rodeio de portão aberto.
·
        Vários eventos de desfile.
·
        Festivais de corais.
·
        Liga Esportiva Amadora em Brazópolis.
·
        Trabalhou na Rádio TUPI no Rio de Janeiro.
·
      Trabalhou no menor jornal do mundo Vossa Senhoria da cidade de Divinópolis-MG.
·
        Etc.


Paula, Patrícia, Zaira e Marcos.









AGRADECIMENTOS ESPECIAIS
Amigos que sempre estiveram por perto



Dr. Edgar Gruezo Klinger 
Chico Vasconcellos (Panorama FM)
Sonayra 
Paulo de Tarso e Flora
Robinson De Queiroz Costa
Dona Helena Maria
Josias Gomes
Chico Marques
Zé Pintinho
Marquinho Mistura Fina
Elizete 
Noé Pereira Serpa
Ricardo Rennó
Ivan
Edson Wander
Diego
Dentre outros que  fizeram parte da vida do Barbosa.

Josias Gomes




SAMBA COMPOSTO DE AMIGO PARA AMIGO




MARQUINHO MISTURA FINA 

SAMBA PRO AMIGO ♪♫

Esse cara é meu amigo,  você sabe como é.
Um amigo de verdade
Qual amigo que não quer

Que te põe sempre em destaque, lhe oferece um aperitivo.
Dentre uma prosa ou outra, falas de otimismo.
Amigo pra sempre amigo, quero ser o seu amigo.

Esse cara é meu amigo, você sabe como é.
Um amigo de verdade
Qual amigo que não quer

Amizade pura e verdadeira
Braços para te abraçar
Amigo não te abandona
Seja em qualquer lugar
Amigo vou espalhar essa amizade pelo ar

Esse cara é meu amigo, você sabe como é.
Um amigo de verdade
Qual amigo que não quer

(MARQUINHO MISTURA FINA – Compositor e Cantor)




ELES DISSERAM... 

LEMBRANÇA DO SR. BARBOSA


"O Barbosa foi muito importante quanto ao Rádio, Jornal e Eventos que fazia. Em relação ao rádio, o Barbosa trazia o SAMBA de RAIZ, colocando grandes nomes como Partido Alto, Martinho da Vila, Fundo de Quintal, Jovelina Pérola Negra, deixando isso muito vivo. Hoje se percebe o domínio da música sertaneja e ele mantinha o samba mais tradicional, deixando em evidência no seu programa "PAPO E PAGODE". E hoje em dia isso é muito importante, ter programas que divulgam aquilo que não tinha muita atenção no momento. Por exemplo nos programas que fazia ao domingo de 4 horas, divulgava esse tipo de samba, como Cartola, Beth Carvalho e assim por diante.
Além disso, tinha a coisa do humor Carioca, levando para o Programa e para o Jornal.  Sempre construía as enquetes e os textos de forma inteligente e bem humorada.
Voltando a questão do samba, uma tradição que se perdeu e que o rádio tinha muito era os Sambas de Enredo, que antigamente só se tocava na década de 80 e parou de tocar. Felizmente o Barbosa mantinha essa tradição viva. Logo quando saía o Samba de Enredo, ele trazia praticamente em primeira mão, começava a editar e divulgava. Coisas como esta que a rádio não faz mais hoje.
Digo que é sempre importante ter pessoas que olhem e deem atenção para isso. E o Barbosa foi uma dessas figuras importantes para o samba e humor carioca. Era uma pessoa muito bacana e querida por todos nos, tanto para os amigos da área do rádio, quanto amigos que conheceu ao longo de sua trajetória".

                                                                                                                                        – Edson Wander.





"Todos que convivemos com ele, tem muitas lembranças, como o Jornal O Aperitivo, que era o Jornal que ele sempre fazia questão de fazer, os programas na Rádio. Conheci ele em 2000 à 17 anos, conhecia ele de rádio, mas pessoalmente quando ele veio pra Piranguinho, em meu primeiro ano de mandato nas entrevistas. O Sr. Barbosa é uma pessoa que todos apendemos a amar de paixão.  Sempre alegre e todos os momentos que nos encontrávamos sempre tinha uma palavra otimista para passar. Então o Sr. Barbosa é uma pessoa que temos que sempre lembrar com muito carinho."  

– Prefeita Helena.






"Eu conheci o Barbosa aqui em Brasópolis que trabalhava na época para o prefeito Paulo de Tarso. Depois disso nos tornamos amigos e sempre frequentava a casa dele até mesmo para fazer reuniões. Como o Barbosa era do Rio de Janeiro e já estava em Brasópolis a um bom tempo, sendo merecedor do título de Cidadão Brasopolense, até mesmo pelos trabalhos que desempenhou em Brasópolis. 
Estrategista político sempre informando cartadas políticas, indicando pessoas fortes e fracas para uma possível concorrência política. Um "Expert". 
Foram varias festas/eventos, além de um excelente escritor e jornalista era um estrategista nato.
Barbosa é uma saudosa memória. Digo que teríamos que ter mais pessoas como ele. 
Está fazendo falta. Dizem que as pessoas não fazem falta, mas fazem sim e ele deixa saudade em nossa política."

                                                                                                                  – Robinson de Queiroz Costa.





"Pelo tempo que conheci o Barbosa, aliás conheci ele muito pouco, mas esse tempo mostrou sua honestidade, transparência e sinceridade, sendo um homem de caráter.

O Barbosa fez a sua história. 
Quando as pessoas morrem ficam se martirizando, pensando coisas ruins. Mas quando se tem uma história para deixar recordações boas, é simplesmente o que Deus quis."


– João de Deus.





Eu particularmente que trabalho com comunicação me inspirei muito no seu Barbosa, no jeito de ser e a forma popular de conduzir, tanto na questão do jornal quanto na programação e o jeito de ser na rua, uma pessoa comunicativa que cumprimentava todos na rua, um amigo de todos.

– Ronaldo Benedito.


Tecnologia do Blogger.