ENTREVISTA - Dr. Edgar Gruezo Klinger

      Entrevista com o ilustríssimo Clínico Geral e Cirurgião Geral, Dr. Edgar Gruezo Klinger.



Nasceu em Esmeraldas, Equador em 12 de março de 1940, filho de Segundo Gruezo e Bertilda Klinger, tem três irmãs e um irmão. Chegou no Brasil em 1960, e atualmente é naturalizado brasileiro. Cursou a Universidade Federal Fluminense em Niterói RJ, tendo se formado em Medicina em 1968, com Residência de dois anos em Cirurgia Geral. Fez vários cursos dentro de sua especialidade e outros como docência em Ensino Superior. E foi em Brazópolis no ano de 1971 onde constituiu sua família.



Quais motivos fizeram o senhor escolher a medicina? E porque escolheu a área cirúrgica?
Escolhi a medicina por ser uma profissão que nos permite entender e ajudar o ser humano, e na área cirúrgica por ser uma especialidade dinâmica com resultados palpáveis a curto prazo.


Encontrou desafios ao longo de sua jornada profissional?
Foram inúmeros, mas consegui vencer a maioria deles.

Qual foi a maior realização que a medicina te proporcionou?
Curar, Aliviar e Confortar meus pacientes.

Como o senhor avalia sua trajetória até o momento?
De êxitos e satisfação dentro dos princípios éticos.

O sr. conseguiu realizar tudo o que tem em mente?
Não. Nenhum ser humano consegue se realizar plenamente, estamos sempre à busca de novas realizações sempre.

Quais são seus pontos fortes na área em que atua?
Atuei na FMIT - Faculdade de Medicina de Itajubá durante 46 anos na disciplina de Clínica Cirúrgica, tendo me aposentado como professor Titular. 

Uma dica para quem está começando na área médica.
Estudar, estudar, especializa-se e aprofundar-se na área que escolher.

Qual o significado de família?
Família para mim é tudo, principalmente a nossa base de sustentação nas hora difíceis.

Qual o seu livro de cabeceira?
Meu livro de cabeceira no momento é "São e Salvo" dos autores Juan Gérvas e Mercedes Pérez Fernandes.

Uma frase que te define?
Um profissional ético, que cumpre com seu dever.

Uma frase que o senhor leva como lema de vida?
"Amor ao próximo"

Amor/Amores de sua vida?
Minha esposa Maria Terezinha, minhas filhas Hellen, Nádia e Louise, meu neto Miguel e minhas netas Júlia, Laura e Olívia.

Se o sr. fosse um super-herói, qual poder gostaria de ter e porque?
Curar sempre e aliviar o sofrimento das pessoas para conseguir uma sobrevivência saudável.



Tive o privilégio de entrevistar um excelente médico e ser humano. – Paula Schimith Barbosa.

Tecnologia do Blogger.