AUDIÊNCIA PÚBLICA DO EXPRESSO VALÔNIA - ITAJUBÁ

Audiência pública foi marcada por críticas e reclamações da população.


Na noite de 18/06 (terça-feira), ocorreu a Audiência Pública sobre a prestação de serviços do transporte Valônia em Itajubá, na Câmara Municipal, que teve como objetivo discutir sobre os serviços de transporte coletivo urbano e rural, no município de Itajubá, prestados pela empresa Expresso Valônia e receber sugestões dos usuários. Infelizmente nenhum representante da Valônia compareceu na audiência. 

Representantes de várias comunidades tomaram seus lugares no Plenário JK da Câmara de Itajubá e proferiram seus discursos. Alguns deles foram: Ana Flávia (AGAI), Silvana (Bairro do Juru), Vilma (Lar da Providência), Juliano Domingos, José Cláudio Alencar Costa (Camuri) e Henrique Gonçalves (Unifei). No uso da palavra, foi muito debatido e criticado a estrutura dos ônibus que são oferecidos pela Valônia em Itajubá, que, para eles, deixa muito a desejar, além do preço da passagem do ônibus (R$ 4,20). Os presentes também reivindicaram a volta da circulação dos ônibus na zona rural.

A maioria dos presentes era a favor de uma nova licitação, assim como os vereadores presentes.

A Valônia não enviou nenhum representante à Audiência Pública, mas publicou uma nota que foi lida no Plenário. “Ficamos honrados pelo convite, mas devido à agenda de hoje não vai ser possível o nosso comparecimento e nem a ida de representantes da empresa. O assunto se faz pertinente, pois no momento há muitas dificuldades que estamos passando devido a muitas obrigações causada pelo poder público em face a sua dificuldade de não subsidiar as gratuidades por ele criadas, aumentando assim o custo de passagem para quem paga”, afirmou o gerente do Expresso Valônia, Gilberto Antônio, em nota justificando sua ausência na audiência. Estiveram presentes representantes da Prefeitura e foi discutido com eles o cumprimento do contrato e a possibilidade de renovação.

Muitas pessoas que estavam presentes na audiência estavam a favor de uma nova licitação para que se tenha oportunidade para outras empresas prestarem o serviço na cidade.


Foi Reivindicado também mais ônibus para o cruzeiro, para todas as linhas. E desejam que se ocorrer tal avanço que o valor da passagem abaixe, pois o valor é alto para ir do Rebourgeon até a Santa Rosa. Também foram questionados as irregularidades em seu serviço e foi indicado ao vereadores verificarem o número de multas que foram cobradas a valônia.


Em resumo, já se tem um projeto pronto para renovar o contrato da Expresso Valônia. Mas o povo ainda não desistiu de reivindicar seus direitos.





Tecnologia do Blogger.