PROJETO PARA NÃO ALIMENTAR POMBOS EM ITAJUBÁ FOI APROVADO

Fica o questionamento. Você concorda com esse projeto?

No dia 03 de julho, no plenário da CMI, a 7ª Reunião da 'Comissão Permanente de Meio Ambiente, Bem-Estar Animal e Agropecuária' para tratar do Projeto de Lei nº 4390/2019 que dispõe sobre a proibição de se alimentar pombos urbanos no âmbito do Município de Itajubá, de autoria do Vereador Cleber David.

Segundo a proposta, os proprietários de imóveis com infestação de pombos deverão providenciar redes e outros obstáculos visando dificultar o seu pouso e nidificação.

O pombo urbano é chamado, por muitos de “rato voador”, pois é um animal onívoro que inclui em sua dieta detritos de lixo, reproduz em ritmo veloz (até 5 posturas por ano) e transmite diversas moléstias. Segundo a OMS (organização mundial de saúde) afirma que os pombos já são problema de saúde pública. Os pombos podem transmitir pelo menos cinco doenças graves, como salmonelose, criptococose e meningite, além de alergias e dermatites.
Segundo o parecer que foi lido, o controle populacional desses animais nas áreas urbanas e o impedimento de alastramento de doenças aos humanos constituem as causas para proibir a alimentação dos animais, já que quando limitados de comida e abrigo são incentivados a procurá-los em outros locais.
Após leitura do parecer do relator, o mesmo foi aprovado pelos vereadores Vladimir bananeiro e Mônica Chaves, seguindo sua tramitação na Câmara.
Tecnologia do Blogger.