Diretores são afastados do Presídio de Itajubá-MG


Três diretores do Presídio de Itajubá foram afastados das funções por ordem da Justiça. A direção do presídio ficará sob cargo da Justiça até que um novo diretor interino seja escolhido.

Segundo o Ministério Público, os diretores Rodney Dantas Pinto, Leandro Rodrigues Palma e Thiago de Souza Ribeiro são acusados de ilicitudes de ordem civil, administrativa e penal, assédio moral, assédio sexual, corrupção passiva e tortura.

Segundo o Ministério Público, os diretores foram afastados pela juíza Maria Fernanda Manfrinato Braga para realização das investigações da polícia. Cabe informar que ainda não há um prazo para o trabalho ser feito.

O Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG) informou que está ciente da operação realizada pelo MP e que cumprira a decisão judicial.

Fonte: CDL Itajubá

Nos documentos, consta que a investigação do Ministério Público, além de apurar abusos de poder, assédios moral e sexual, também vê indícios de corrupção. Há suspeitas de desvio de materiais de construção do presídio e uso de mão de obra carcerária em obras particulares e obtenção de vantagem ilícita. Há a suspeita também de maus tratos com animais e falsificação e omissão da ficha de presença de agentes penitenciários.

Agentes e ex-agentes penitenciários foram ouvidos pela a Polícia Civil. Uma servidora que preferiu não ser identificada contou como um dos diretores tentava coagir os servidores.

"Essas represálias tinham o intuito de transferências, que é o que mais é feito hoje por ele. Sempre usar isso. É como o poder de superioridade dele, que ele tem dentro do sistema prisional, ele usava isso pra poder coagir os agentes", afirmou.

Parentes de detentos que tentavam se cadastrar para as visitas nesta quinta-feira (19) contaram que já ouviram relatos de abuso de poder de pelo menos um dos suspeitos.


Sindicato se manifestou
O Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de Minas Gerais (Sindasp-MG) enviou nota oficial ao G1 sobre o afastamento dos diretores. Confira abaixo na íntegra:

"Recebemos inúmeras denúncias de Agentes Penitenciários, agora Policiais Penais, do Sul de Minas relatando casos de assédio moral, remoções arbitrárias, abuso de autoridade e ações ilegais por parte do então Diretor Referência da 17ª Risp e Diretor Geral do Presídio de Itajubá, Rodney Dantas, e de outros Diretores de Unidades da região ligados a ele. As denúncias eram constantes, o ex-diretor Rodney tirava a paz e a saúde dos servidores, muitos adoeceram por conta de sua atuação autoritária na região. O SINDASP-MG acompanhou e orientou os denunciantes, dando os devidos encaminhamentos, inclusive levando estas denúncias ao conhecimento dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário e motivou a realização de Audiências Públicas, para as quais os Diretores denunciados foram convocados, mas não compareceram. Agora, finalmente, estes diretores foram afastados. Um alívio para os Policiais Penais do Sul de Minas" - Adeilton de Souza Rocha, Presidente do SINDASP-MG.
Tecnologia do Blogger.