Norte-americano procurado pela Interpol é preso em Pouso Alegre-MG

Nesta terça-feira, dia 18 de fevereiro, a Polícia Federal, com o apoio da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), prendeu um norte-americano de 48 anos em Pouso Alegre-MG, no Sul do estado. Ele era procurado pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) desde 2013.


Segundo a Polícia Federal, naquele ano, Chan Cal teria assassinado a sua esposa e ocultado o corpo no estado da Louisiana. A vítima jamais foi encontrada.

Investigações da polícia norte-americana revelaram evidências de sua autoria no crime, além de um longo histórico de abusos e violências praticados contra a companheira, que já havia obtido, inclusive, medidas protetivas judiciais contra o marido.

De acordo com o Federal Bureau of Investigation (FBI), duas semanas após o crime, o assassino pegou um voo com destino a São Paulo-SP.

Já estabelecido no Brasil, ele se casou com uma brasileira, obtendo residência no país. Com o objetivo de obter refúgio aqui, Cal declarou que foi agente das Forças Especiais do Contraterrorismo americano, além de simular perseguição política nos Estados Unidos.

No dia 31 de janeiro deste ano, ele foi autor de violência doméstica contra sua esposa brasileira na cidade de Pouso Alegre, onde foi preso em casa nesta terça-feira.

A prisão se deu a partir de um mandado judicial expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ele era foragido internacional com Difusão Vermelha (representa a possibilidade de prisão da pessoa que se encontra em país estrangeiro, e que existe um mandado de prisão expedido por autoridade brasileira).

A PF informou que, após exame de corpo de delito, o preso será conduzido para o Presídio de Pouso Alegre, onde ficará à disposição do STF até que seja autorizada sua extradição para os Estados Unidos.




Tecnologia do Blogger.