Piranguinho completa 57 Anos em 2020

No dia 1 de Março de 2020 a cidade de Piranguinho-MG comemora seu 57º aniversário de emancipação política.

O Jornal deseja que cada cidadão Piranguinhense veja a cidade como um ponto de apoio na constante construção de cada morador e de uma cidade melhor, que através de valores sólidos ajudem a preparar as crianças e jovens para este processo contínuo de transformação que o município tanto precisa. 

O Jornal o Aperitivo parabeniza a Prefeitura de Piranguinho pelos eventos de comemoração do aniversário de emancipação política da cidade, comemorado no dia 29 de fevereiro.

Salienta-se que além de Piranguinho outras cidades da região comemoraram seus aniversários. Parabéns Conceição das Pedras, Consolação, Espírito Santo do Dourado, Inconfidentes, Itapeva, Marmelópolis, Olímpio Noronha, Piranguçu, Senador José Bento, São Sebastião da Bela Vista, São Sebastião do Rio Verde e Wenceslau Braz.




MANHÃ DE CELEBRAÇÃO



Banda da Polícia Militar de Pouso Alegre-MG.



Vereador de Piranguinho, João de Deus; Prefeita de Piranguinho, Helena; Prefeita de Maria da Fé, Patrícia; Prefeito de Brasópolis, Carlos Morais; Aldo, Presidente da Câmara Municipal de Brasópolis.
















NOITE DE CELEBRAÇÃO


SHOW COM MOCOCA E PARAÍSO

















Polícia Militar de Piranguinho fazendo a segurança do município.



SOBRE PIRANGUINHO-MG

Piranguinho é conhecida nacionalmente como a capital do pé-de-moleque, é um município brasileiro no interior sul do estado de Minas Gerais, no território do Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas, Região Sudeste do país.

A região onde atualmente se localiza o município de Piranguinho, até meados do século XIX, era propriedade de Leocádia de Lourenço. O povoamento do lugar teve início no final do século XIX, com a construção da Estrada de Ferro Sapucaí no projeto "Rede Mineira de Viação". Este projeto visava à construção de uma estrada - de - ferro que ligasse Itajubá a Santa Rita do Sapucaí, estendendo a malha ferroviária a outras regiões do estado.

Dessa forma, inúmeros barracos de madeira e casas de pau -a -pique foram surgindo em torno da estrada para abrigar os trabalhadores da estrada de ferro, dando origem, assim, a uma pequena povoação.

Até 1913, o arraial conseguiu adquirir uma notável infra-estrutura: inaugurou-se sua primeira escola, construiu um cemitério e adquiriu água encanada e luz elétrica. Neste ano, Piranguinho transformou-se em Distrito, inaugurando seu primeiro Cartório de Paz. Em 1954, iniciou o processo de construção da rodovia que ligaria Itajubá a Poços de Caldas.

Nas décadas seguintes houve um desenvolvimento da agropecuária na região, que propiciou o crescimento econômico e populacional, tendo a cidade emancipada do município de Brazópolis no mês de dezembro de 1962 criou-se então o município cuja sede foi elevada à cidade. Em 1963, houve a solenidade de instalação e, neste mesmo ano, ocorreu a primeira eleição municipal. 

Na década de 1990 o movimento comercial já mostrava sinais de maior desenvolvimento devido ao aumento populacional urbano.

Atualmente, a cidade abriga um significativo número de estabelecimentos – que inclui desde farmácias, supermercados, salões de esporte, postos de abastecimento, industrias alimentícias, de móveis e componentes elétricos, a postos de saúde – além de ruas calçadas e arborizadas. O sistema de ensino expandiu e, hoje, apresenta escolas de Ensino Fundamental, Médio e Superior.

Piranguinho, gradualmente, vem conseguindo expandir sua economia. O município destaca-se na agropecuária, extração vegetal e pesca. A industria, ainda em processo de desenvolvimento, assim como muitos estabelecimentos comerciais.

Conhecida nacionalmente como capital do pé-de-moleque, Piranguinho tem o "modo de fazer" do doce tombado como Patrimônio Imaterial do Estado de Minas Gerais e produz uma grande quantidade dessa iguaria consumida em todo o território nacional.
Tecnologia do Blogger.