Teste molecular que identifica Covid-19 começa a ser testado em moradores de Pouso Alegre-MG

Pouso Alegre-MG é uma das seis do estado que possuem equipamentos para esse tipo de teste.
Segundo o Ministério da Saúde, apenas seis cidades de Minas Gerais têm equipamentos com capacidade para fazer esse tipo de detecção, o que deverá em breve ajudar as autoridades a ampliar a capacidade de testagem de pacientes.

O teste molecular é aquele que identifica a presença de vírus no corpo do paciente. No Brasil ainda existem dois tipos de testes: os rápidos e os sorológicos rápidos. O Governo Federal já contratou 24 milhões de testes moleculares e cinco milhões de testes rápidos, que identificam se a pessoa já tem o anticorpo do coronavírus.

A Anvisa já informou que já tem 17 testes para o coronavírus registrados no Brasil. Um boletim divulgado pelo Ministério da Saúde vai orientar as prefeituras quando cada tipo de teste deve ser usado e para cada tipo de população.

Se faltar testes na cidade onde já acontecem a transmissão comunitária, o isolamento social continua sendo a orientação. Os profissionais de saúde têm prioridade para a realização dos testes.

Equipe do Ibope começa a testar moradores da cidade de Pouso Alegre




Profissionais contratados pelo Ibope se reuniram na Secretaria Municipal de Saúde, onde passaram por um treinamento antes de ir a campo. Pouso Alegre é um dos 133 municípios que vão participar de um levantamento nacional do Ministério da Saúde para estimar número real de infectados pela doença.

A equipe contratada foi a campo neste sábado, 16 de maio. Ao todo, 250 moradores serão testados na primeira etapa do levantamento nacional do Ministério da Saúde, que pretende estimar, por amostragem, o número real de infectados pela doença, já que a própria pasta admite que há grande subnotificação da infecção no país.

De acordo com a Prefeitura, moradores que forem abordados para pesquisa e tiverem dúvidas, podem entrar em contato com a Vigilância Sanitária e Epidemiológica pelos telefones 3449-4913, 3449-4905, 9 9878-0264 e 9 9884-9167 ou mensagem de texto pelo Whatsapp pelo (35) 9 9235-1017.

O levantamento nacional é organizado pela Universidade Federal de Pelotas com o apoio do Ibope Inteligência. Dos 33.250 testes que serão aplicados na primeira etapa, 250 serão feitos em Pouso Alegre. Outras duas etapas de testes estão previstas para abranger um total de 100 mil pessoas. A partir da amostragem, o MS pretende determinar o avanço do coronavírus no Brasil.

Ao todo, 2600 pessoas foram mobilizadas para aplicar os testes e entrevistar as pessoas que passarem pelo procedimento. Os dados coletados a partir do levantamento vão servir para balizar novas tomadas de decisão dos órgãos de saúde especialmente em relação às medidas de distanciamento social, que tem provocado um verdadeiro cabo de guerra entre governos estaduais e o governo federal. 
Sobre o teste


"Quando chegar ao domicílio, o entrevistador vai elencar quem mora ali. Haverá um sorteio aleatório e o próprio tablet informa qual pessoa será entrevistada e testada. O entrevistador coleta uma gota de sangue e coloca em um aparelho. Se der positivo, vai ter que testar todos os moradores daquele domicílio.", explicou ao Globo a CEO do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari. 

Por que Pouso Alegre foi escolhida?

Pouso Alegre foi escolhida para o levantamento por ser uma das 133 cidades que integram o grupo dos maiores municípios de regiões intermediárias do Brasil, conforme divisão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Qual a função do levantamento?

O levantamento é uma iniciativa do Ministério da Saúde, que contratou o Ibope para realizar as pesquisas de campo. A empresa deverá receber quase 10 milhões de reais pelo trabalho. 

Com os testes rápidos, será possível realizar uma projeção por amostragem para saber o percentual estimado de pessoas que têm anticorpos contra o novo coronavírus, ou seja, que já entraram em contato com a doença.

Os testes rápidos, porém, têm uma limitação: só detectam a doença se a pessoa estiver infectada há, pelo menos, 7 dias. Ou seja, muitas pessoas que fizerem o teste podem ter resultado negativo, mas estar infectadas e continuar sem saber disso.

Cada rodada de teste apresentará o retrato de um momento. O plano do Ministério da Saúde é que a comparação dos resultados das diferentes rodadas mostre a velocidade com que o vírus está se espalhando pelo país. Esse tipo de informação poderá ser útil, por exemplo, para balizar uma decisão sobre medidas de relaxamento do distanciamento social em uma determinada região.
Tecnologia do Blogger.