Mahle de Itajubá-MG demite vários trabalhadores em meio a pandemia

Nesta sexta-feira, dia 19 de junho, ocorreu várias demissões na Mahle de Itajubá-MG, em meio a uma Pandemia de Covid-19. Segundo a direção da empresa o número pode chegar a 180 trabalhadores. 

* Saindo mais informações, juntamente com a divulgação dos números de demitidos atualizaremos a página.

De acordo com o Sindicato dos metalúrgicos "a empresa vira as costas para o acordo coletivo de trabalho, assinado com o Sindicato, que visava estabilidade provisória de dois meses, após o período de redução ou Layoff. A Mahle resolveu utilizar a prerrogativa do acordo a MP 936, editada pelo governo Bolsonaro, que garante a ela demitir e pagar percentual de indenização aos trabalhadores". 



Ainda conforme o Sindicato dos Metalúrgicos, eles vem feito denuncias, dizendo eles que as empresas estão se utilizado da Medida Provisória 936, do Presidente Jair Bolsonaro. Dizendo que o governo editou várias Medidas Provisórias, mas nenhuma à favor dos trabalhadores, como estabilidade no emprego por exemplo. 

O Sindicato divulgou também que nesta terça-feira, dia 23 de junho, entrará com processo na Justiça do trabalho e denunciando também ao Ministério Público do Trabalho as demissões feitas pela empresa. 

"É inaceitável que neste momento de pandemia, a Mahle demite trabalhadores contribuindo para piorar a situação de todos e seus familiares. Os trabalhadores não podem pagar pelo crise, enquanto uma empresa Alemã, se farta dos lucros advindos da exploração em Itajuba" disse Carlinhos coordenador geral do Sindicato.

Fonte: Assessoria de Comunicação do SindMetal
Tecnologia do Blogger.