Polícia Civil de Pouso Alegre e Polícia Militar prendem suspeitos de furtar mais de 400 cabeças de gado

Detetives da delegacia regional de Pouso Alegre prenderam na manhã desta terça-feira, 16, três homens suspeitos de integrarem uma quadrilha de furto a gado que atuava na região Sul de Minas. As prisões ocorreram no âmbito da ‘Operação Nelore’. Os alvos da ação policial podem ter sido responsáveis por furtar até 400 animais em pelo menos seis cidades da região, incluindo Pouso Alegre-MG.


Os homens de 37, 44 e 45 anos foram presos em suas residências, localizadas em diferentes cidades do interior de São Paulo: Santa Isabel, Nazaré Paulista e Igaratá. Além deles, um homem de 24 anos, também suspeito de integrar a quadrilha e com mandado de prisão em aberto por conta da investigação da PC, acabou sendo preso ontem, mas, neste caso, em ação da Polícia Militar, durante uma tentativa frustrada de furto de gado em Minduri-MG.

Outras três pessoas também foram presas na ação da PM. Embora não houvesse mandados de prisão abertos contra o trio, as autoridades trabalham com a hipótese de que eles também façam parte da quadrilha.


SOBRE AS INVESTIGAÇÕES:

O delegado regional de Polícia Civil, Renato Gavião, explica que as investigações já duram meses. A localização dos suspeitos em solo paulista era um dos entraves para identificá-los. Havia ainda o fato de as incursões da quadrilha se darem sempre à noite, na zona rural das cidades do Sul de Minas.

“Eles estavam causando muito prejuízo para os produtores rurais. A Polícia Civil estava muito preocupada, querendo resolver este problemas social”, conta. Mas a forma de atuação da quadrilha e a longa extensão de faixa de estradas rurais, mais de 10 mil quilômetros, tornava árdua a missão dos detetives.

Mas as investigações renderam os primeiros frutos e a Polícia Civil passou a monitorar os suspeitos até obter a autorização da Justiça para a prisão preventiva nesta terça-feira. De acordo com o delegado, as prisões de hoje são apenas a primeira etapa dos trabalhos.

“Vai ter outras fases, que vão resultar em outras prisões. Esse daqui é o começo da operação”, afirma o delegado. Segundo ele, as primeiras prisões já devem inibir a atuação da quadrilha na região. O bando teria furtado gado de produtores rurais de ao menos seis cidades do Sul de Minas: Pouso Alegre, São Gonçalo do Sapucaí, Cambuí, Careaçu, Munhoz e São Sebastião da Bela Vista.

Os presos devem responder por organização criminosa, furto qualificado e outros delitos. Eles foram encaminhados para o presídio de Santa Rita do Sapucaí, onde ficam à disposição da Justiça.

Vale ressaltar que a prisão foi em Minduri e o flagrante foi feito na DEPOL de Cruzilia.


Tecnologia do Blogger.