Presidente da Câmara de Itajubá formaliza pedido para fazer Lockdown

Na tarde desta segunda-feira, dia 15 de março, Presidente da Câmara Municipal de Itajubá-MG, Robson Vaz fez um vídeo falando que fez um pedido para que ocorra Lockdown no município. O vereador ainda citou o grande número de mortes ocorridas na cidade devido a Covid-19.


Palavras ditas pelo presidente da Câmara Municipal de Itajubá-MG, "Itajubá está entre as cidades com mais mortes do país.
Por isso, estou pedindo para que a Prefeitura realize um fechamento provisório em nossa cidade. Não temos leitos em Itajubá, pessoas doentes já estão sendo transferidas para outras cidades, se continuar assim, a cidade terá que escolher quem vive e quem morre. Isso é grave demais.

Sempre fui contra o Lockdown, desde que as ferramentas de saúde públicas estivessem suportando a demanda, mas não estão. Estamos a ponto de Itajubenses não terem nem a oportunidade de se tratarem, então não se trata de ser “favor ou contra” mas de ser inevitável para que possamos ter leitos vagos por não precisar ao invés de leitos vagos a custo de vidas.
Peço desculpas ao empresários e comerciantes, sou empresário também e sei como é difícil esse momento. Tenho empatia por essa dificuldade. Mas a situação está grave e precisamos, na minha opinião, de medidas extremas.  Uma vida vale muito.", disse Robson Vaz de Lima.


Secretários de Saúde de Pouso Alegre e Itajubá pedem mais restrições para a região


Em meio ao momento mais crítico da pandemia na região, os secretários de Saúde de Pouso Alegre e de Itajubá assinam um documento que pede ao governo de Minas “providências urgentes” para implantar “mais medidas restritivas” na região, único modo de “conter a evolução da pandemia, reestabelecer com velocidade a capacidade de assistência hospitalar das macrorregiões e preservar a vida”.

O documento é o ofício 005 de 2021 do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS), da regional de Pouso Alegre. Ele é assinado pela secretária de Saúde de Pouso Alegre, Silvia Regina, presidente do COSEMS regional, e pelo secretário de Saúde de Itajubá, vice-presidente do conselho, e é endereçado ao governador Romeu Zema (Novo).

Caso o governo de Minas atenda ao pedido do COSEMS-MG, a regional passaria da ‘onda vermelha’ para a ‘onda roxa’ do Minas Consciente, fase mais restritiva criada pelo governo Zema no início de março, após o agravamento da pandemia e colapso do sistema de saúde em algumas regiões do estado.

Entre outras medidas, a onda roxa admite o funcionamento apenas de serviços essenciais e decreta toque de recolher das oito da noite às 5 da manhã.

Tecnologia do Blogger.